Grupo de nove pessoas são retiradas de aeronave após um deles gritar Allahu Akbar

2
179

Um homem provocou um alerta terrorista em um vôo da Ryanair após gritar “Allahu Akbar” e advertindo à todos que havia uma bomba a bordo da aeronave .

O belga de 51 anos foi preso e oito homens que estavam acompanhando ele na viagem foram expulsos do voo proveniente de Madrid após o susto no aeroporto de Bruxelas.

Os passageiros foram evacuados do avião, que foi inspecionado por um esquadrão especializado em reconhecer e desarmar bombas, a tripulação da aeronave solicitou que o esquadrão fosse acionado logo após a ameaça.

Nenhum item suspeito foi encontrado e o voo decolou às 9h25 no sábado, sofrendo um atraso de aproximadamente 2 horas em seu cronograma.

Os nove homens, todos belgas, que estavam bêbados durante o ocorrido, foram questionados e interrogados pela polícia.

O passageiro de 51 anos, da Valônia, pode ser acusado formalmente por terrorismo, mesmo estando sob efeito de álcool e qie sua declaração a bordo da aeronave foi uma “brincadeira”.

O comandante de voo se recusou a levar as nove pessoas”, disse o porta-voz da polícia federal, Peter De Waele, ao transmissor belga VTM. “Um deles era um palhaço estúpido e gritou várias vezes ‘Allahu Akbar’ durante o voo.

A polícia disse que o homem também estava ameaçando todos a bordo alegando possuir uma bomba relatou De Morgen.

Toda a bagagem foi removida do avião e examinada por cães farejadores antes que o avião pudesse partir.

Um porta-voz da Ryanair disse: “A tripulação deste voo de Bruxelas para Madri solicitou assistência policial depois que vários passageiros se assustaram com a ameaça. A polícia retirou os envolvidos e deteve todos os indivíduos antes da partida da aeronave para Madri.

“Não toleraremos comportamentos indisciplinados ou perturbadores a que possam afetar a segurança ou o conforto de nossos clientes e tripulantes, nossa tripulação e nossos clientes são a prioridade número um da empresa.

“Este é agora um assunto para a polícia local”.

Vale relembrar que em março do ano passado, três homens-bomba do Isis mataram 32 pessoas em explosões coordenadas no aeroporto de Bruxelas em Zavenem e na estação de metrô Maalbeek da cidade.

No mês passado, um homem gritando “Allahu Akbar” foi morto a tiros pela polícia depois de atacar soldados com uma faca no centro da capital belga.

Advertisements
Advertisements

Comments

comments

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.