Pentágono ordena que companhias aéreas comerciais forneçam aviões para auxiliar na evacuação no Afeganistão

Tripulante a procura de um emprego?

spot_img

Os Estados Unidos da América irá contar com o reforço de companhias aéreas para transportar pessoas que forem evacuadas do Afeganistão, disse o Departamento de Defesa no domingo.

As 18 aeronaves, das companhias aéreas United, American, Delta e Hawaiian, não voarão para o Aeroporto Internacional Hamid Karzai, em Cabul, disse o secretário de imprensa do Pentágono, John Kirby, em um comunicado.

Em vez disso, disse ele, eles serão usados ​​para “o movimento de passageiros de aeroportos secundários que foram transformados em abrigos provisórios”. Isso permitirá que os aviões militares se concentrem nas operações dentro e fora de Cabul.

Em toda a história essa é a terceira vez que a Frota Aérea da Reserva Civil foi ativada. A primeira vez foi em apoio às Operações Desert Shield / Storm que ocorreu entre agosto de 1990 a maio de 1991 durante a Guerra do Golfo; a segunda foi para a Operação Iraqi Freedom, que ocorreu entre fevereiro de 2002 a junho de 2003, durante a invasão do Iraque.

O Departamento de Transportes disse que o programa, criado em 1951, é voluntário e que, em contrapartida, as transportadoras participantes têm preferência no transporte de carga comercial em tempos de paz e no tráfego de passageiros para o Departamento de Defesa.

“Agora pedimos, por meio da autoridade que o presidente possui, as companhias aéreas ajudem a participar no deslocamento de pessoas não de Cabul. Chegamos a um acordo com cerca de duas dezenas de países em quatro continentes que agora estão ajudando ou em breve ajudarão no trânsito de pessoas para fora de Cabul, e esta é uma maneira de garantir que tenhamos capacidade de voo suficiente para transportar pessoas desses lugares para seus destinos finais. ”

O secretário de Defesa Lloyd Austin ativou o estágio inicial do programa da Frota Aérea da Reserva Civil em meio a cenas caóticas em Cabul, onde milhares de pessoas continuam tentando escapar da vida sob o domínio do Taliban.

“Por décadas, a Delta desempenhou ativamente um papel no apoio as Forças Armadas dos EUA e às nossas tropas”, disse John Laughter, vice-presidente executivo e chefe de operações da Delta, em um comunicado. “E estamos novamente orgulhosos de comprometer o pessoal da Delta e nossas aeronaves no apoio aos esforços de socorro em nosso país.”

O CEO da United, Scott Kirby, disse em um comunicado que a companhia aérea assume “a responsabilidade de responder rapidamente a desafios internacionais como este – é um dever que assumimos com o máximo cuidado e coordenação, pois contamos com a experiência de várias equipes diferentes de nossa companhia aérea para trabalhar em estreita parceria com os militares dos EUA para executar esta operação com segurança. ”

Os EUA retiraram 25.100 pessoas do Afeganistão desde o último domingo, quando o Taliban assumiu o controle de Cabul, disse um funcionário da Casa Branca no domingo.

Mas milhares de pessoas ainda estão esperando para serem evacuadas do aeroporto da cidade enquanto a situação de segurança dentro e ao redor da área se deteriora, com relatos de atentados e tiroteio. O governo do Reino Unido disse no domingo que sete pessoas morreram depois de serem esmagadas pela multidão ao redor do aeroporto.

Últimas Notícias

Compra e venda de Aeronaves no Brasil e EUA

spot_img

Related articles

Leave a Reply

error: Conteúdo protegido
%d bloggers like this: