Home Blog

Uber Jets reporta crescimento de mais de 400% em meio a pandemia

A aviação executiva está em alta em meio a pandemia, com muitas pessoas optando em voar aeronaves executivas, a Uber Jets reportou um crescimento de 430% comparado com o mesmo período do ano passado.

Os passageiros que optam voar aeronaves executivas estão visando a segurança em relação ao COVID-19, tendo em vista que a maioria das aeronaves que são operadas possuem uma capacidade menor de passageiros. Com esse diferencial a aviação executiva já está sentindo as dificuldades em conseguir atender a demanda do mercado, além disso a demanda por aeronaves está em alta, em contra partida a oferta de novas aeronaves a venda no mercado está baixa.

Inúmeras empresas no ramo de aviação executiva tem reportado crescimentos “surreais”, recentemente a Netjets anunciou uma pausa na venda de cotas para novos clientes por não conseguir atender a demanda.

A tendência do mercado executivo é aumentar ainda mais, com o setor aquecido principalmente nos Estados Unidos, novos passageiros já enfrentam dificuldades em conseguir arrendar aeronaves.

FBI está vendendo sua única aeronave de vigilância de alta altitude

0

O FBI listou seu único Cessna Citation Jet no site da Administração de Serviços Gerais (GSA) para venda. Os compradores interessados têm dez dias para licitar a aeronave que está sendo vendida com WESCAM MX20HD, câmera infravermelha de visão frontal do sensor, de acordo com a lista GSA.

Embora não haja preço de reserva para a aeronave, é necessário um depósito de $100.000, antes de fazer uma oferta para o avião. O Citation 560 que foi fabricado em 2003 possui dois motores Pratt e Whitney 535A. A aeronave disponibiliza de um EFIS Primus 1000 fabricado pela Honeywell e possui um GPS Garmin GTN-750 650 com tela de toque.

De acordo com o relatório de informações da aeronave, o proprietário está listado como AWS Air, LLC com um endereço em Manassas, Virgínia. No entanto, consultas e solicitações de inspeções estão sendo direcionadas a Earl Mcewen, com um e-mail FBI.gov. A aeronave participou em operações entre 2018 e 2019 no qual a mesma contribuiu para que fosse possível efetuar a prisão de gangues envolvidas no tráfico de drogas, comércio de armas de fogo e lavagem de dinheiro no norte da Califórnia. A aeronave também foi utilizada em Baltimore após a morte de Freddie Gray sob custódia policial e também existem relatos de que a aeronave esteve envolvida no monitoramento dos protestos Black Lives Matter em Washington, DC, em junho passado.

O FBI supostamente tem mais de 120 aeronaves de vigilância registradas, sendo maioria helicópteros. O Cessna é sua única aeronave a jato e com um teto operacional mais alto.

De acordo com o órgão regulamentador de vendas internacionais de armas, o sistema de moni9 instalado na aeronave é um item controlado, portanto a venda da aeronave não pode ser vendida para civis, apenas órgãos de estado tendo em vista que o equipamento vem instalado na mesma.

Podem faltar aeronaves para atender a demanda de carga global

0

O pandemia causou grandes reduções nos voos comercias afetando várias companhias aéreas, entretanto dois setores estão em alta, aviação executiva e aviação cargueira.

Com uma alta demanda global de carga inúmeras aeronavas que estavam paradas no deserto estão voltando a voar, entretanto a quantidade de aeronaves disponíveis é baixa. Felizmente existe outra opção, converter aeronaves de passageiros para carga, entretanto esse processo pode levar até um ano.

A maior procura é pelo Boeing 767-300F, além de poder comportar até 43,8 toneladas de carga, a autonomia e custo operacional da aeronave são o grande diferencial, podendo custar até 20% menos do que outras aeronaves.

As empresas em procura de aeronaves estão temendo um efeito dominó que pode causar grandes atrasos nas encomendas para o consumidor final como ocorreu com o bloqueio do canal de Suez em março de 2021, causando atrasos nas entregas e criando falta de containers e inúmeros produtos no mercado.

Apesar da projeção ter estimativa para os próximos 5 anos é preciso ter em mente que a aviação cargueira está em nosso dia a dia e o mercado depende dela.

F-16 sofre excursão de “pista” em Taiwan, veja o vídeo

Um F-16 operado pela República da Força Aérea Chinesa sofreu uma excursão de “pista” durante o pouso no na base aérea de Pingtung (South) (RCDC), em Taiwan.

De acordo com informações preliminares o piloto efetuava um treinamento de pouso em estradas, uma taxiway estava sendo utilizada para fazer o treinamento. O piloto não conseguiu efetuar a parada total da aeronave e acabou “varando” a taxiway.

Ninguém ficou ferido.

 

Helicóptero MH-60S da marinha americana cai em San Diego durante treinamento

Um helicóptero modelo MH-60S caiu ontem (31/08/2021) no oceano pacífico durante um voo de treinamento, 6 pessoas estavam a bordo da aeronave durante o acidente. 1 corpo foi localizado e outros 5 tripulantes estão desaparecidos. As buscas por sobreviventes continuam, a aeronave caiu a aproximadamente 60 milhas da costa americana.

Boeing 767 operado pela CargoJet sofre tailstrike em Narita

0

Um Boeing 767-300ER(BCF) operado pela companhia aérea cargueira CargoJet Airways, sofreu um tailstrike em Narita, Tokyo, o voo CJT/W8 1328, com destino final Vancouver, Canadá, entretanto durante a decolagem em Narita a aeronave sofreu um tailstrike (quando a cauda da aeronave entra em contato com o solo) enquanto decolava da pista 16R.

Airbus A380 efetuando um Tailstrike durante fase de testes

O controlador de voo foi quem reparou no ocorrido e a pista foi fechada por aproximadamente 30 minutos para inspeção e reparos. Uma marca de 31 metros com aproximadamente 15 centímetro de largura e dois centímetro de profundidade foi encontrada na centerline da pista. A tripulação foi informada por rádio do ocorrido, mas o 767 prosseguiu para Vancounver, Canadá. 6 voos sofreram atrasos.

METAR de Narita quando ocorreu o tailstrike (02:32Z):
RJAA 290230Z 07011KT 030V110 9999 FEW025 SCT030 BKN/// 30/23
Q1012 NOSIG RMK 1CU025 3CU030 A2990=
RJAA 290300Z 09012KT 9999 FEW030 SCT060 BKN/// 30/23 Q1012
NOSIG RMK 1CU030 3SC060 A2990=

DC Designs lança F-14 Tomcat A/B para o Microsoft Flight Simulator 2020

Para os amantes de aviação militar, a DC Designs lançou o F-14 Tomcat A/B. A aeronave oferece uma variedade de pinturas e um grande realismo nos detalhes e funcionamento das asas estilo variable sweep wing, tecnologia desenvolvida na época para comportar mais aeronaves nos porta aviões e auxiliar na manobrabilidade em baixa velocidade.

A aeronave possui a opção A (dois assentos) e B (single pilot), o valor dela para compra é de $34,99. Para mais informações clique aqui

 

Pinturas disponíveis:

F-14A

  • VF-1 Wolfpack
  • VF-41 Black Aces
  • VF-84 Jolly Rogers
  • VF-142 Ghostriders

F-14B

  • VF-143 Pukin’ Dogs
  • VF-32 Swordsmen
  • VF-213 Black Lions

Avião elétrico da Embraer inicia campanha de ensaios em voo

A Embraer iniciou uma nova jornada visando zerar emissões de carbono. A empresadeu  início na campanha de ensaios em voo do avião demonstrador elétrico. Desenvolvido especificamente para avaliar novas tecnologias e soluções que possibilitem a propulsão aeronáutica 100% elétrica e mais sustentável, o demonstrador realiza testes na unidade da Embraer, em Gavião Peixoto, interior de São Paulo.

Esta é mais uma etapa promissora da bem-sucedida cooperação científica e tecnológica que uniu a Embraer e duas renomadas provedoras de soluções de mobilidade elétrica, WEG e EDP. A estratégia de inovação aberta tem acelerado o desenvolvimento das tecnologias necessárias para aumentar a eficiência energética de futuras aeronaves a partir do uso e integração de dispositivos elétricos em um sistema de propulsão inovador.

Nas primeiras avaliações em voo tripulado foram analisadas características primárias como potência, desempenho, controle, gerenciamento térmico e segurança de operação. O objetivo é demonstrar em condições reais os resultados obtidos em simulação computacional, ensaios em laboratório e integração da tecnologia em solo, que acontecem desde o segundo semestre de 2019. “O primeiro voo de uma aeronave é sempre um marco importante, e a decolagem do nosso primeiro avião elétrico de zero emissões simboliza também a relevante contribuição das nossas equipes e parceiros para a transição energética do setor,” disse Luis Carlos Affonso, vice-presidente de Engenharia, Desenvolvimento Tecnológico e Estratégia Corporativa da Embraer. “Temos o compromisso de buscar as soluções que viabilizam o futuro de uma aviação mais sustentável e a inovação desempenhará um papel fundamental nesta jornada”.

Claudio Capucho (Embraer) https://embraer.bynder.com/share/A32F70BA-8BD5-4F50-B9BDD4FEBF04D0CC/

Este projeto de cooperação tecnológica utilizou um sistema motopropulsor elétrico da WEG e um conjunto de baterias financiadas pela EDP que foram integradas em um EMB-203 Ipanema, uma aeronave que faz parte da história da Embraer e se tornou em 2004 o primeiro avião do mundo certificado e produzido em série para voar com um combustível de fonte renovável (etanol). A Embraer possui um programa contínuo de desenvolvimento tecnológico que tem resultado em ganhos de eficiência no desempenho das aeronaves, reduzindo seu consumo e emissões de gases que contribuem para o aquecimento global. As pesquisas em eletrificação aeronáutica compõem um conjunto de outros estudos em busca de uma nova geração de energia renovável e a transição para um futuro de zero carbono. Os resultados do Demonstrador Elétrico permitirão que a Embraer utilize o conhecimento adquirido para a aplicação de tecnologias inovadoras de eletrificação no desenvolvimento de novos produtos alinhados com a busca contínua de um futuro sustentável.

É o caso da aeronave eVTOL (aeronave elétrica de pouso e decolagem vertical), também conhecido como EVA (Electric Vertical Aircraft ou aeronave elétrica vertical), desenvolvida pela Eve, empresa de Mobilidade Aérea Urbana da Embraer.

Clique aqui para acessar a galeria de fotos no site oficial da Embraer

Pentágono ordena que companhias aéreas comerciais forneçam aviões para auxiliar na evacuação no Afeganistão

0

Os Estados Unidos da América irá contar com o reforço de companhias aéreas para transportar pessoas que forem evacuadas do Afeganistão, disse o Departamento de Defesa no domingo.

As 18 aeronaves, das companhias aéreas United, American, Delta e Hawaiian, não voarão para o Aeroporto Internacional Hamid Karzai, em Cabul, disse o secretário de imprensa do Pentágono, John Kirby, em um comunicado.

Em vez disso, disse ele, eles serão usados ​​para “o movimento de passageiros de aeroportos secundários que foram transformados em abrigos provisórios”. Isso permitirá que os aviões militares se concentrem nas operações dentro e fora de Cabul.

Em toda a história essa é a terceira vez que a Frota Aérea da Reserva Civil foi ativada. A primeira vez foi em apoio às Operações Desert Shield / Storm que ocorreu entre agosto de 1990 a maio de 1991 durante a Guerra do Golfo; a segunda foi para a Operação Iraqi Freedom, que ocorreu entre fevereiro de 2002 a junho de 2003, durante a invasão do Iraque.

O Departamento de Transportes disse que o programa, criado em 1951, é voluntário e que, em contrapartida, as transportadoras participantes têm preferência no transporte de carga comercial em tempos de paz e no tráfego de passageiros para o Departamento de Defesa.

“Agora pedimos, por meio da autoridade que o presidente possui, as companhias aéreas ajudem a participar no deslocamento de pessoas não de Cabul. Chegamos a um acordo com cerca de duas dezenas de países em quatro continentes que agora estão ajudando ou em breve ajudarão no trânsito de pessoas para fora de Cabul, e esta é uma maneira de garantir que tenhamos capacidade de voo suficiente para transportar pessoas desses lugares para seus destinos finais. ”

O secretário de Defesa Lloyd Austin ativou o estágio inicial do programa da Frota Aérea da Reserva Civil em meio a cenas caóticas em Cabul, onde milhares de pessoas continuam tentando escapar da vida sob o domínio do Taliban.

“Por décadas, a Delta desempenhou ativamente um papel no apoio as Forças Armadas dos EUA e às nossas tropas”, disse John Laughter, vice-presidente executivo e chefe de operações da Delta, em um comunicado. “E estamos novamente orgulhosos de comprometer o pessoal da Delta e nossas aeronaves no apoio aos esforços de socorro em nosso país.”

O CEO da United, Scott Kirby, disse em um comunicado que a companhia aérea assume “a responsabilidade de responder rapidamente a desafios internacionais como este – é um dever que assumimos com o máximo cuidado e coordenação, pois contamos com a experiência de várias equipes diferentes de nossa companhia aérea para trabalhar em estreita parceria com os militares dos EUA para executar esta operação com segurança. ”

Os EUA retiraram 25.100 pessoas do Afeganistão desde o último domingo, quando o Taliban assumiu o controle de Cabul, disse um funcionário da Casa Branca no domingo.

Mas milhares de pessoas ainda estão esperando para serem evacuadas do aeroporto da cidade enquanto a situação de segurança dentro e ao redor da área se deteriora, com relatos de atentados e tiroteio. O governo do Reino Unido disse no domingo que sete pessoas morreram depois de serem esmagadas pela multidão ao redor do aeroporto.

Netjets anuncia pausa de venda “cotas” em aeronaves por não conseguir atender a demanda

A NetJets “pausou temporariamente” todas as vendas de de cotas para novos clientes por não conseguir atender a demanda. De acordo com informações publicadas pela empresa a pausa é temporária e visa priorizar os atuais clientes que a empressa possui, disse o presidente de vendas, marketing e serviços da NetJets, Patrick Gallagher, em uma carta aos funcionários no início desta semana.

Isso amplia a iniciativa da empresa, que no no mês passado já havia anunciado interromper vendas de ações fracionárias e arrendamentos aerononaves modelo Cessna Citation XLS e o Embraer Phenom 300 devido a alta demanda sem precedentes no mercado executivo.

Sob esta última ação, todos os pedidos para o Programa de Cartões NetJets serão colocados em uma lista de espera, embora Gallagher tenha dito que o preço atual será garantido para aqueles que entrarem na lista de espera. Em outras palavras, se a pausa nos cartões se estender até 2022, qualquer pessoa na lista de espera receberá as taxas e os termos de 2021 simplesmente executando o acordo sem dinheiro adiantado, explicou ele.

Com a indústria registrando uma demanda recorde de voos, “Não é nenhuma surpresa que aqueles que procuram voar de forma privada queiram voar com a NetJets”, disse Gallagher. “Apesar de tomarmos medidas anteriores para desacelerar o nosso processo de vendas para novos clientes, continuamos recebendo inúmeros pedidos. Nosso foco é garantir a melhor experiência para os nossos atuais e novos clientes, e precisamos priorizar isso”.

error: Conteúdo protegido